11.02.2008

As sedas de Varanasi

A comprar sedas...

Mecanismo do tear

Marta resolve por a maos 'a obra e pede emprego...

Como se d'a cor 'a seda

Como se tece a seda...

Timidez para a fotografia

Passar a ferro com carvao...

7 comments:

Ines said...

Olá Marta e Manel
Acabo de encontrar o vosso blog.
Vejo que está a ser uma experiência indescritível. Depois quero todos os detalhes (os bons e os maus!). Muitos bjs e o resto de uma boa viagem. Inês, Zé e Diogo

maria antunes said...

Gostava de ver isso. :)

Marta said...

Queridos Ines, Ze e Diogo!!
Ainda bem que deram noticias!
Antes de mais parabens atrasados ao Diogo!!
Sim por ca nao tem sido muito facil mas sao as experiencias fortes que podem fazer a diferenca :)
Muitas saudades para voces e vemo-nos no Natal!

Anonymous said...

Confesso que, depois da apreciação do Manel (texto "India") fiquei apreensiva mas perece que a "boa onda" voltou, pelo menos a julgar pelo sorriso do Manel em Varanasi.

Que bom! Beijinhos
Aurora

Anonymous said...

Martita
Esqueci-me de te dizer que estive com a Ana Margarida Fonseca (remember ?). Falei-lhe da tua experiência na Índia e ela ficou entusiasmadíssima. Manda-te muitos beijinhos e pediu-me o endereço do blog.
Mais um viajante a bordo...
Beijinhos
Mãe

Paulo Rita e Flora said...

Amigos devo confessar q estou contigo Manel, nunca aí estive mas nunca tive vontade, olhar para a India sempre me fez pensar nos cheiros nas cores fortes na invasão do teu espaço. Ter a certeza de quase não ser bem vindo (excepto o nosso dinheiro). Nunca consegui ver o lado romantico da coisa, da religião, do lado espiritual etc. quem me conhece não acha estranho este meu comentário. Mas acredito Manel que virás mais rico do que eu, daí. Por isso alegra-te pensa nos pigmentos de cor e sorri. Não desistas Marta ele vai-te agradecer, quando receber os premios :-)muitos beijos

paulo Rita e Flora said...

Oi Marta
Para ti está a ser uma dura prova de resistencia e perserverancia e que só pode fazer de ti uma menina mais forte.Quando voltarem vão levar isto aqui com uma perna às costas. Acredito que não será assim tão grave como o Manel disse e aposto foi no dia em que tinha pisado algum bocado de chão mais movediço e quente e por isso disse o que disse, acho até que já deve estar arrependido :-).