6.29.2006

Há Mar e Mar,,, "partir" e voltar

Não sei o que é voltar
Dizem que voltei...
mas eu sei que:

Parti tudo
Parti de tudo
Parti sem olhar para trás
Sempre com uma esperança entranhada
Nos poderes mais subtis

Parti jarros
voltei a partir
Parti a voltar

Senti o cheiro de quem cresceu
e as delícias de quem é livre
Mas ainda assim parti coisas
E esqueci-me de corações
voltei atrás e pisei o que restava
Parti
voltei
e...

Não sei onde é que me perdi.

6 comments:

chiquita banana said...

Manel, na visão desta semana vem uma reportagem de uma fundação chamada fundação Ellipse. É em alcoitão, Cascais ao pé da makro e com o cascaishopping à vista. Ainda não fui lá, mas parece-me intressante... até para expor!

Byrdie Nam Nam said...

Espero que te encontres

Os Corto Maltese desta vida têm um péssimo hábito de perder mais do que o que têm.

Very nice ;)

vasco santana said...

sinto-me tentado a musicar, sem cerimónias..

Manel said...

VAsco Santana, estás à vontade... Desculpa a demora na resposta mas tenho andado muito ausente.
Abraço,
M

anita said...

palavras qua já ha muito nao escuto,
idas e voltas na vida
essas ja parecem palavras vindas d mim..

há mt k nao t escrevo

a vida dá voltas e dei voltas km ela

entendi umas e percebi k a vida nao era dakela maneira

sER eu e viver,

aind lembras d quadro miseravel d duas pitas k pintarm numa escola?

ahaha!


Beijinhos da Anita

k vai entrar km um novo blog.
otra ana, eu otra veez, s faz favor


**

Manel said...

As mudanças são sempre bem vindas na minha vida e sei que as tuas reviravoltas serão pelo menos tão positivas como as minhas. Força Ana. Claro que me lembro do vosso quadro e continuo a achar que nao tem mesmo nada de miseravel. É prova de muita força e vontade. Continua. Fico feliz por te identificares com estas coisas miseraveis que escrevi. Vou continuar a fazer o esforço para melhorar nisto de usar letras que não é nada natural para mim.