11.01.2006

Soube-me tão bem escrever em português...

Que liberdade que é escrever na nossa língua. Flui com um prazer que me leva a pensar em Hedonismo. As pessoas usam hoje em dia esta palavra de uma forma que não entendo. Se calhar subtituiram o meu bom e tão apreciado Epicuro por alguns teóricos da literatura do século XVIII ou XIX. Sinto que é uma pena porque afinal de contas falar de hedonismo é só dizer que nos relacionamos com o prazer de algumas forma... isto porque existem multiplas correntes e atitudes que nos levam aos extremos do nosso amigo Marquês de Sade, até a formas contidas e qualitativas de viver essa relação com o prazer.

Eu continuo a preferir definir-me como os meus amigos gregos... Fui o mais estoico que consegui e desde há uns anos largos que sou um epicurista assumido.

3 comments:

Anonymous said...

...

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Manel said...

Presumo que isto são perguntas.
Fui estoico durante aminha adolescência e epicurista desde então. Epicuro defenia a sua filosofia de vida centrada no prazer como um "banquete" constante, rodeado de amigos a discutir filofofia e dentro de um forte códico moral que se ia redefinindo.